ReactOS agora suporta mais drivers de rede, Wi-Fi e temas do Windows XP


Um projeto ambicioso com um tom que parece utópico, mas razoavelmente funcional: ReactOS. Depois de um bom tempo sem novidades, chegou a versão 0.3.14 com muitas atualizações importantes.

Agora com suporte a temas! Desenvolvido ativamente no ano passado




Agora com suporte a temas! Desenvolvido ativamente no ano passado

Muitos já conhecem o ReactOS, mesmo que de longe, só de ouvir falar ou ter lido alguma coisa sobre. Ele tenta recriar o sistema do Windows de forma aberta e livre. Dá para imaginar algo próximo ao que o Wine faz, só que mais ambicioso ainda: ele recria o próprio sistema operacional. Em vez de rodar aplicativos do Windows dentro do Linux ou Mac como o Wine faz, o ReactOS é um sistema operacional completo que se comporta como o Windows.

Mesmo usando códigos do Wine (o ReactOS é open source, GPL com partes LGPL) o desenvolvimento é muito difícil, visto que o Windows é proprietário. Ele mantém compatibilidade com programas feitos para Windows 2000 e XP, com algumas limitações dependendo do estado de desenvolvimento. Recursos das novas versões do Windows podem ser implementados aos poucos, mas nem mesmo um nível de compatibilidade completo com o Windows 2000 ele tem. Apesar de tudo, os desenvolvedores não desistem :)




Tela do instalador

Na nova versão 0.3.14 muita coisa acumulada foi lançada, incluindo grandes novidades no sistema de rede. Um novo driver TCP/IP oferece uma solução mais próxima do que seria esperado de um sistema operacional de verdade, com boa velocidade e estabilidade. Isso permite que programas que fazem uso intensivo da rede possam ser usados sem grandes dores de cabeça, como clientes de torrents, por exemplo.

A compatibilidade com drivers de rede feitos para o Windows NT 5.1 (XP) também ficou bem melhor. Exceto por problemas com instaladores específicos ou incompatíveis, boa parte dos drivers de rede feitos para Windows XP devem funcionar com o ReactOS agora.

Uma coisa merece destaque, especialmente em notebooks (se bem que é raro usar o ReactOS pra valer no estado atual): o suporte a redes sem fio. Se os drivers forem compatíveis ele pode se conectar a redes abertas e também WEP.

Na parte visível diretamente aos usuários também há uma grande novidade. Até então o ReactOS só tinha o estilo de janelas padrão do Windows 9x/Me/2000. Agora ele suporta temas do Windows XP/2003, podendo ficar com o visual bem mais agradável. Os temas podem ser baixados e instalados basicamente da mesma forma que eram no Windows (com uma vantagem: não é necessário crackear o uxtheme.dll :P)

Há muitos outros bugs corrigidos, centenas deles. Os aprimoramentos técnicos na parte de gestão de memória, infraestrutura de rede e ACPI são visíveis.

Veja mais sobre esta versão nesta página. Os links de download estão no site http://www.reactos.org. Há uma imagem pronta para VMware, também um liveCD de uso geral e um CD com o instalador. O instalador tem alguns problemas no suporte a partições, sendo bem exigente, mas num ambiente de testes não há o que temer.

O ReactOS é interessante pois um dia, quem sabe, poderá substituir o Windows em alguns cenários. Empresas, talvez. Onde o custo de licenciamento fica muito caro, e muitas vezes poucos programas específicos precisam ficar rodando. Se esses programas rodam no Windows 2000 ou XP e não dependem de componentes posteriores (como algumas versões do .NET Framework) é bem provável que eles já funcionem no ReactOS inclusive em seu estágio atual.

Uma coisa interessante é que ele não se limita à experiência do Windows 2000/XP. Ele tenta trazer recursos novos e atuais não existentes no Windows, como uma central de programas:


Um outro destaque recém conquistado foi a compatibilidade com o compilador da Microsoft (MSVC), permitindo compilar o ReactOS com as ferramentas existentes para Windows - o mais polular para compilá-lo era o famoso GCC.

Indepentente de qualquer coisa, o uso do ReactOS no estado atual não é recomendado. Muitos programas podem fazer o sistema todo travar. E a tela azul da morte para erros de hardware ou drivers também está presente. Para entusiastas de sistemas operacionais é uma boa, mas realmente não tem como ser levado a sério na substituição do Windows a curto (e talvez médio) prazo.
Por: Marcos Elias Picão

Relacionados Escovação de bits e ReactOS
Share:

Aviso importante!

Não realizamos upload dos ficheiros, apenas reportamos os links que encontramos na própria Internet. Assim, toda e qualquer responsabilidade não caberá ao administrador deste blog. Este blog não tem como objetivo reproduzir as obras, apenas divulgar o que foi encontrado na Internet. Os filmes aqui informados são de cunho científico assim como as séries, as quais são produzidas para exibição em TV aberta. Uma vez que a série não tenha sido ripada de um DVD, ou seja, a mesma foi gravada do sinal de TV aberta com o respectivo selo da emissora. Não é caracterizado crime, pois a mesma foi produzida para exibição pública. Será crime quando for realizado venda desta série ou filme. Quem efetuar download de qualquer ficheiro deste blog, que não tenha seu conteúdo de base Open Source (Código Aberto), ou FOSS (Free Open Source Software), deverá estar ciente que terá 24 horas para eliminar os ficheiros que baixou. Após assistir e gostar do filme ou série, adquira o original via lojas especializadas. Se algo contido no blog lhe causa dano ou prejuízo, entre em contato que iremos retirar o ficheiro ou post o mais rápido possível. Se encontrou algum post que considere de sua autoria, favor enviar e-mail para suporte@delphini.com.br informando o post e comprovando sua veracidade. Muito obrigado a todos que fizeram deste blog um sucesso.

Creative CommonsEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citando nome do autor, data, local e link de onde tirou o texto). Você não pode fazer uso comercial desta obra.Você não pode criar obras derivadas.

Google+ Followers

Nossos 10 Posts Mais Populares